brasil.gov.br

A Teoria Evolucionária e os Clássicos da Inovação

Inmetro, Inovação e Indústria

Adam Smith, Karl Marx e Joseph Schumpeter já reconheciam o papel do conhecimento para o desenvolvimento econômico. O último deles desenvolveu a teoria dos ciclos econômicos, fundamental para compreender os conceitos atuais relacionados à inovação, ao destacar a relação entre a inovação, a ação do empreendedor e a criação de novos mercados. A partir dos anos 80, destaca-se a abordagem evolucionária ou neo-schumpeteriana, que inclui autores como Christopher Freeman, Edith Penrose, Richard Nelson e Giovanni Dosi. A Coleção Clássicos da Inovação, publicada pela Editora Unicamp, reúne obras de grande importância sobre o tema, escritas por afamados economistas e historiadores econômicos. Os livros possuem a vantagem de estarem bem traduzidos para o português, considerando que a maior parte da bibliografia referente ao tema encontra-se disponível apenas em inglês. Seguem comentários sobre alguns clássicos da coleção.

Da Imitação à Inovação – de Linsu Kim – O livro narra como a Coreia do Sul transformou-se, em quatro décadas, em um dos países mais avançados do mundo, a partir de um cenário de pobreza, subdesenvolvimento e analfabetismo. O autor salienta a importância do aprendizado tecnológico nesse processo, além de outros fatores, como investimento em educação e política industrial governamental.

Por dentro da Caixa Preta – de Nathan Rosemberg – A obra, composta de 12 artigos, busca, conforme seu autor, elucidar os fenômenos tecnológicos, antes tratados pelos economistas como eventos que ocorrem “dentro de uma caixa preta”, ou seja, que não podiam ser avaliados do ponto de vista econômico. Merecem destaque os seguintes artigos:

  • “Marx como estudioso da tecnologia”, que recomenda uma releitura da obra de Marx sob a perspectiva do estudo das tecnologias como um tema social. Para o autor, ao contrário do que defendem alguns teóricos, Marx não pode ser considerado um determinista tecnológico.
  • “Quão exógena é a ciência”, em que o autor assevera que a ciência vem sendo moldada, direcionada e constrangida por poderosos estímulos econômicos.

O Quadrante de Pasteur – de Donald Stokes – Neste livro, Stokes reforça a notável estabilidade com que o mundo interpretou o papel da ciência básica sobre a inovação tecnológica após a Segunda Guerra Mundial, estabelecendo um paradoxo entre pesquisa básica e pesquisa aplicada. A partir dessa premissa, expõe a evolução dos modelos de interpretação da relação entre ciência básica e inovação. Desse modo, a tese de Stokes constrói-se à vista dessa contextualização histórica inicial, que, conforme o autor, ainda encontra ressonâncias na construção das agendas científicas. A partir da fragmentação fabricada entre pesquisa voltada para o entendimento e pesquisa de inspiração utilitária, distorce-se, mediante um paradigma construído por interesses pertinentes ao cenário em que se concebia, a interação entre ciência básica e inovação tecnológica.

As Fontes do Crescimento Econômico – de Richard Nelson – Esta coletânea de artigos avalia as relações entre o avanço da tecnologia e o crescimento econômico, além de rever a relação entre a ciência e a tecnologia. Nelson também ressalta o papel do avanço tecnológico como força propulsora do crescimento, destacando a importância do papel das instituições e organizações nesse processo.

Referências

KIM, Linsu. Da imitação à inovação. Campinas: Editora da Unicamp, 2005.

NELSON, Richard. As fontes do crescimento econômico. Campinas: Editora da Unicamp, 2005.

ROSENBERG, Nathan. Por dentro da Caixa Preta. Campinas: Editora da Unicamp, 2006.

STOKES, Donald E. O quadrante de Pasteur: a ciência básica e a inovação tecnológica. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 2005.

 

Créditos

Concepção: João Alziro H. da Jornada – Presidente do Inmetro

Conteúdo: Aline A. Larroyed e Araken A. Lima

Nossos Endereços

  • Prédio da Rua Santa Alexandrina

    PABX: (21) 2563-2800

    Rua Santa Alexandrina, 416

    Rio Comprido - Rio de Janeiro - RJ

    CEP: 20261-232

  • Campus Xerém

    PABX: (21) 2679-9001

    Av. Nossa Senhora das Graças, 50

    Xerém - Duque de Caxias - RJ

    CEP: 25250-020

  • Prédio da Rua Estrela

    PABX: (21) 3216-1000

    Rua Estrela, 67

    Rio Comprido - Rio de Janeiro - RJ

    CEP: 20251-900

  • Superintendência de Goiás - Surgo

    PABX: (62) 3237-3500

    Av. Berlim, 627

    Setor Sul - Goiânia - GO

    CEP: 74170-110

  • Brasília

    PABX: (61) 3340-1710

    EQN 102/103 - Lote 1, Asa Norte

    Brasília - DF

    CEP: 70722-400

  • Superintendência do R. G. do Sul - Surrs

    PABX: (51) 3342-1155

    Rua 148, s/nº

    São Geraldo - Porto Alegre - RS

    CEP: 90240-581

Inmetro © 1993 - 2014. Todos os direitos reservados.